Loading Posts...

Iawn Rheon fala sobre a relação de Maximus com Medusa na série e como foi a preparação para o personagem

O site Collider publicou uma entrevista com o ator de Maximus (Iawn Rheon) onde ele falou um pouco sobre a sensação de trabalhar em um ambiente lotado, e como foi contracenar com um personagem “mudo”. Iawn disse que a história dos Inumanos não foi realmente contada no MCU, ou seja, que existe mais coisas para serem entendidas e mostradas. Além disso, ele também disse que a série traz uma ligeira mudança no que estamos acostumados a ver no gênero de super-heróis, pois eles não estão salvando os outros ou lutando contra os vilões, eles não querem ter nada a ver com os humanos.

Ele comenta que em sua opinião criar a cidade de Attilan foi uma coisa incrível, que o set ficou inacreditável, e que ele acha que criar um mundo original é uma coisa bem difícil – porque eles tiveram que realmente criar alguma coisa.

O site Collider perguntou sobre as cenas em que ele atuou com Anson Mount ator do personagem Raio Negro, e como foi atuar sendo gravado por 3 câmeras IMAX.

“Eu estou meio que acostumado à trabalhar numa atmosfera com muitas câmeras desde sempre, como ator, dá pra ficar pasmado quando você pensa sobre o quanto de atenção existe pros detalhes, quão incrível o set fica. É bem interessante trabalhar com um personagem que não fala de jeito nenhum, então vocês têm que se comunicar um com o outro através do contato visual. Com o Raio Negro foi assim – só de pensar que se ele só assoprar você seria jogado pelos ares – e foi uma coisa muito interessante. Anson fez um ótimo trabalho com o treinamento, tudo o que ele sente é passado essencialmente através de olhares. É algo que eu nunca fiz antes, é incrível! Existe uma pequena diferença, no entanto, quando Medusa está por perto, porque ela pode se comunicar com ele pela língua de sinais que eles desenvolveram – que é bem legal também – é bem original. É um desafio totalmente diferente, mas isso geralmente significa que eu só tenho que decorar muito mais falas, o que eu não reclamo nem um pouco.”

Também perguntaram sobre como ficou o sotaque do Maximus já que o Iawn é galês, e sobre como foi a preparação para atuar.

“Eu temo, não por que eu acho que teria sido estranho na lua. Sim, foi um como um desafio porque eu tive que me perguntar como ele falaria. Obviamente seria uma coincidência inacreditável se todos na Lua tivessem sotaque americano, mas eu não estou muito preocupado com isso. Ele tem um jeito meio americano mas como ele cresceu na Lua, eu tive que colocar um pouco do ‘sotaque lunar’ junto também.”
“Eu acho que é como qualquer outro papel, mas eu fiz bastante meu dever de casa tentando encontrar coisas sobre o personagem, tudo é entender essencialmente o que você está fazendo e porquê você está fazendo. Parece meio óbvio, mas é isso mesmo. Por que eu estou fazendo isso? Por que a personagem está dizendo isso? É só você absorver isso, imaginar e se simpatizar com isso. Eu realmente uso minha imaginação, eu decoro minhas falas e faço isso, não é tão emocionante assim, eu fico receoso.”

Iawn destacou que a relação do Maximus com Medusa será bem mais do que preto no branco, e que essa relação também será um dos pontos autos da trama.

“Definitivamente. Eu acho que a relação entre ele e Medusa é muito interessante também, porquê nessa história eles foram bons amigos quando eram mais jovens, e eu acho que Maximus sempre teve uma quedinha por ela. Imaginando que um dia talvez eles estariam juntos e quem sabe até reinando juntos. Portanto, ela ter ficado com o Raio Negro, meio que tem sido um incômodo para ele pois isso claramente o magoa. Por isso, vai ser uma relação bem interessante de se desenvolver, mas eles são amigáveis. Não é como se eles estivessem aos brados um com outro, ‘Ah eu te odeio!’. Eles são parte da mesma família e eu acho que é isso que é interessante, como cada personagem é parte da família dele e como ele reagi a isso. Todo mundo meio que menospreza o Maximus por que ele é um humano, assim ele não tem nenhum poder, ele é um pouco como um deficiente da família o que é de certa forma difícil para ele. Sem seu irmão, ele estaria trabalhando nas minas, só por causa do seu irmão, porquê ele é o Rei, ele teve misericórdia, é basicamente isso. A função dele na sociedade veio por meio de pena, o nome da família é mais importante do que a sua própria auto-estima e do que a terrigênese fez com ele. É muito difícil para ele lidar com essas coisas e ele tem que viver a sua própria vida.”

Inumanos chega nas salas IMAX no dia 31 de Agosto e em seguida o Canal Sony irá transmitir a série aqui no Brasil. Confira o trailer:

Vinijar

Satisfação em atender os seus vícios.

Loading Posts...
Close